Somethin' Bad

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Somethin' Bad

Mensagem por Anastasia Kautzmann em Ter Ago 04, 2015 9:25 pm

Dados da RP

PARTICIPANTES: Ana e Fred
CLIMA: 17•
DATA: 15 de agosto
RP ABERTA.
avaland ®


Última edição por Anastasia Kautzmann em Ter Ago 04, 2015 11:30 pm, editado 2 vez(es)


Hello from the outside...
avatar
Anastasia Kautzmann
Administradora
Administradora

Mensagens : 1239
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Anastasia Kautzmann em Ter Ago 04, 2015 9:37 pm

stomp your feet, start clapping
sURTANDO


Eu estava bem cansada, não podia dizer que estava tendo boas noites de sono pois estava tendo provas a duas semanas, e sem falar do fato de que em breve haveria as olimpíadas versão compacta da Royals.
E eu era extremamente competitiva, então pode se dizer que eu estava a mil por hora e pausa para descanso era um luxo que eu não tinha sempre.

Quando consegui a pausa para respirar, resolvi que iria me isolar de todos os problemas dos meus amigos que resolveram voltar para Suíça.

Entrei em uma loja de doces e me deliciei com o chocolate quente deles, assim como outros doces. Estava bem discreta, usando um vestido nude, com um casaco de lã para me aquecer, e eu não me preocupava com o frio, já tinha o sangue grosso naturalmente adaptado à temperaturas baixas.

E também, eu não era conhecida como a princesa do gelo?

Eu estava alheia a tudo e a todos quando vi uma figura familiar próximo de mim, franzi a testa e abri a boca, sentindo todo o meu sangue ir para a cabeça. Apertei os lábios e tentei me controlar, mas apenas para variar, minha boca foi mais rápida que meu senso de educação.

- Você. - Falei tirando os óculos escuros e a medindo dos pés a cabeça. - Você que estava saindo do quarto do August. - Quando ela me encarou, eu apontei em sua direção, satisfeita com a minha memória fotográfica. –Sim, eu sabia! – Me lembro quando fui correndo até o quarto de August contar que eu estava confusa em relação a tudo que estava acontecendo, pelo menos desabafar para alguém de confiança, pois ele não me respondia em nenhum meio de comunicação que eu tinha e a minha esperança seria que o bom e velho boca a boca funcionaria, mas lá estava essa garota saindo do quarto dele como quem havia feito algo errado, e eu conhecia ele bem demais para saber que se não era eu quebrantava ali, era alguma de suas conquistas. É isso me deixou chocada, pois eu estava com raiva dessa garota, não queria pensar muito o porque disso, mas lá estava eu, apontando o dedo na cara de uma estranha e... Eu sabia quem ela era? - Quem é você? - Eu já havia visto, sabia que ela era da Royals, só não sabia seu nome, mas sabia que ela tinha alguma coisa muito errada.

E eu não estava me referindo a sua cara de garota promíscua, para ser modesta.

- Frederyka, não é mesmo? – Agora eu me lembrava dela, ela esteve lá a um bom tempo na escola, e agora estava casada, se eu não me engano. Tsc, tsc... August precisava rever seus conceitos rapidamente, e se ele não fosse fazer isso, eu faria por ele.



Notes: By Loony para GL




Última edição por Anastasia Kautzmann em Ter Ago 04, 2015 11:23 pm, editado 1 vez(es)


Hello from the outside...
avatar
Anastasia Kautzmann
Administradora
Administradora

Mensagens : 1239
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Frederyka Lufkin em Ter Ago 04, 2015 10:34 pm



Zurich, Switzerland
5:30PM

Tudo o que eu queria era que o mundo tivesse um botão de on/off. E eu definitivamente colocaria no off nesse exato momento. O barulho nas ruas era ensurdecedor, eu não conseguia distinguir se a claridade da luz do dia era pior ou tão ruim quanto a luz artificial que estava nas lojas e as pessoas... Não vou falar das pessoas.
Meus óculos escuros cobriam 90% do meu rosto evitando qualquer tipo de contato com a luz, ou até – por que não mencionar? – contato visual, já que eu não estava no meu melhor dia para aturar as pessoas em geral.
Ok. Eu confesso, estava mesmo de ressaca. Mas depois de duas semanas de provas qualquer pessoa normal passaria um pouquinho dos limites. Não, não era porque eu precisava descansar. As provas serviram como uma boa distração pra todos os meus problemas. Depois das avaliações finais, a maioria das pessoas passariam as férias em seus belos principados aproveitar o merecido descanso, enquanto eu mataria pra que qualquer coisa me mante-se na Suiça e me impedisse de eu viver a vidinha de casal de comercial de margarina que meus pais queriam que eu tivesse.
Charles havia agindo muito bem eu confesso. Ele não tentava invadir meu espaço, o que era ótimo mas eu me sentia sufocada. Eu não o odiava, mas não queria que ele fosse meu.... nééh.. marido. Até a palavra soava como se eu tivesse engolido ácido. Era ofensivo. Eu não era nenhum tipo de romântica que só se casaria por amor. O ponto é que eu não queria me casar e ponto.
Eu não queria ser propriedade de ninguém. Não queria usar o sobrenome dele, nem gerar pequenos duques da família Hastings. Eu queria a minha vida de volta. Minha liberdade de volta. Meu nome de volta. E se antes eu já era dada aos excessos, agora eu faria qualquer coisa mesmo para me manter longe da realidade.
Entrei numa loja de doces, recorrendo a drogas mais lícitas como uma garota normal, e enchi meu pote de doces e mais doces que seriam capaz de me dar overdose de glicose, e então talvez eu pudesse encontrar um meio termo e igualar meu sistema com álcool, e em algum tipo deturpado de efeito contrário. Como eu disse.. Eu faria qualquer coisa.
Eu teria pago minhas compras e saído para mais um dia miserável que era ser Frederyka Lufkin quando uma loira me abordou.  Eu sabia exatamente quem ela era. Era a Miss Confusa Demais por quem meu melhor amigo era apaixonado. Eu já ouvira tudo o que se há para ouvir sobre Anastasia Kautzmann. Melhor aluna da classe, atleta nata, boa filha, boa menina a princesinha da casa. Literalmente. Ela tinha literalmente o título de princesa o que seria clichê se não fosse irônico.
Primeiro eu achei que ela não soubesse quem eu era, mas quando ela disse que havia me visto saindo do quarto de Gus, sorri amarelo.
- Culpada. - Disse secamente abaixando os óculos um pouco como quem conspira junto, confesso que para irritá-la, logo depois ela me perguntou quem eu era e então eu não resisti. - A vadia. – Disse sem pensar duas vezes, mais para mim mesma do que para a loira, talvez porque eu estava bêbada demais para perceber que tinha dito em voz alta.- É.. também costumam me chamar assim.. – Disse concordando quando ela perguntou se eu era a Frederyka.  
Eu não teria nada contra a loira, afinal ela não significava nada pra mim, mas eu não ia com a cara dela porque ela era uma completa filha da puta com os sentimentos de Gus. Que eu dormisse com o Gus quando ambos estivéssemos tão bêbados que não desse para lembrar o próprio nome não era mesmo o caso. Gus era meu melhor amigo, e era apaixonado pela Princesa Barbie.. O que me fazia reconsiderar o quão são mentalmente ele era.
- Eu não preciso perguntar quem você é. Princesa do gelo, certo? – Meus olhos semicerraram e eu tirei os óculos, mordendo a ponta da perninha, analisando-a. – Relaxa, eu mantive ele aquecido pra você! – Pisquei e fiz um barulhinho com a boca, dando uma batidinha com os ombros enquanto passava pensando em ir em direção ao caixa.



This is how to be a Heartbreaker
avatar
Frederyka Lufkin

Mensagens : 80
Data de inscrição : 11/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Anastasia Kautzmann em Ter Ago 04, 2015 11:21 pm

stomp your feet, start clapping
sURTANDO

- Ah, tenho certeza de que esse apelido é apropriado para você. – Disse entre dentes, essa loira estava achando que era quem para alar comigo daquela forma? Quem ela achava que era, além de uma vadia, e claro, para manter aquela pose comigo. Por Deus, logo comigo... Ninguém sabia que eu era uma maluca disfarçada?

Encarei ela enquanto ela fazia seus comentários, usando o meu apelido, revirei os olhos para ela e me apoiei no balcão da loja de doces, o local não estava muito lotado, mas se você for parar para pensar, não tinha gente o suficiente para lotar aquela cidade, então não me parecia novidade lá estar calmo, franzi a testa enquanto ela falava, e eu não sabia o que era pior, seu hálito de álcool, sua expressão de descaso, ou o fato de que ela havia me irritado.

- Pelo menos a cadela sabe quem reconhecer os mestres, não é mesmo? – Disse jogando os cabelos para o lado, revirando os olhos. Então abri a boca, chocada com a audácia dela, chocada com o fato dela ter falado que o manteve aquecido.

Ela estava implorando para me ver puta da vida.

- Ah é? – Disse girando o corpo até ela, puxei seu braço magrelo e a trouxe de volta. – Você o manteve aquecida e quem vai aquecer você agora, ninguém? Que triste ser apenas uma distração, não é mesmo? – A empurrei enquanto falava, veja bem, eu era uma princesa educada e bem-comportada na maioria do tempo, mas eu tinha sérios problemas para contra minha língua, isso era um fato, mas existia também o fato de que eu simplesmente não conseguia levar desaforos para casa, muito menos de uma vadia que estava dormindo com o August.

Não, ela não era boa o suficiente para ele, e por mais que a minha voz interior estivesse com uma lista gigante de razões para eu não me envolver nisso, eu ignorei completamente a lista, hoje não era um dia bom e eu estava bem contente em ter alguém para descontar. – Vamos resolver isso para você! – Eu disse, eu não sei o que estava acontecendo comigo, mas eu joguei sim, todo o meu chocolate quente na cara daquela infeliz.

E eu esperava que estivesse bem quente. - Por que você não procura seu marido para te ajudar, aposto que ele vai adorar saber o motivo de tanta sujeira nessa cara, quer dizer, tanta sujeira em toda a sua vida. - Disse dando um sorrisinho sarcástico, pronta para rebater qualquer coisa que ela fizesse, ou falasse. Afinal, hoje eu estava tendo um dia bem ruim de qualquer jeito.




Notes: By Loony para GL




Hello from the outside...
avatar
Anastasia Kautzmann
Administradora
Administradora

Mensagens : 1239
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Frederyka Lufkin em Qua Ago 05, 2015 6:35 pm



Zurich, Switzerland
5:30PM

Não achei que a princesinha do gelo fosse perder a linha tão rápido, conforme eu ia falando era nítido que sua reação era de pura descrença tendendo a completa falta de controle. Não consegui evitar o riso quando ela me chamou de cadela enquanto ela jogava os cabelos e revirava os olhos, numa tentativa de mostrar que estava muito zangada. Precisava admitir, ela era muito adorável.

- Triste? Fale por você querida, Gus parecia muito feliz quando o vi pela ultima vez. Como foi mesmo que ele disse? – estreitei os e dei pequenas batidinhas com o dedo indicador no meu queixo, fazendo cara de pensativa. – Ah foi mesmo..- Dei dois passinhos para trás, e então comecei a gemer, orgasticamente. – Ow Fred! – Disse arfando dissimuladamente, entre risos.

Foi quando senti o liquido quente no meu rosto, precisei de mais ou menos uns cinco segundos para entender o que tinha acontecido ficando petrificado no mesmo lugar, sem mexer um musculo se quer. – Sua.. Sua.. Vagabunda!!! – Limpei o chocolate dos olhos com os dedos os jogando no chão, foi quando a ouvi falar de Charles e essa foi a gota d’água e então trinquei os dentes sentindo o ódio se apoderar de mim.

- Ele. Não. É. Meu. marido! – As palavras saíram pausadamente e então voei no cabelo daquela vadia, enfiando a cara dela num bolo de chocolate que estava na estante da loja, segurando-a pelos fios esfregando a cara dela na massa destruindo-a inteira.



This is how to be a Heartbreaker
avatar
Frederyka Lufkin

Mensagens : 80
Data de inscrição : 11/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Anastasia Kautzmann em Qui Ago 06, 2015 9:29 pm

stomp your feet, start clapping
sURTANDO

Como ela podia falar sobre o Gus daquela forma? – Mas como você é desprezível. -  Bufei, dando um risinho de descaso. A próxima pessoa que eu iria seria August, maldito, não acredito que ele estava fazendo seu rodizio com as garotas do campus, que falta de classe, e olhando para a cara de Frederyka, que mal gosto. Quem sabe eu também quebraria algumas coisas na cabeça dele, é, eu faria isso mesmo. – Ah, é sim! Até seu marido até que se prove o contrário.

- Você se lembra que não é muito incomum na história da monarquia matarem esposas infiéis não é? - Eu iria falar mais, começando com o divórcio, e quem sabe um novo caso de Henry VIII, gostaria de ver aquele pescoço magro sob uma guilhotina, principalmente depois que ela colocou minha cara em um bolo. Arfei, chocada, passei a mão no rosto, apenas o suficiente para enfiar a mão na cara dela. AQUELA ANA BOLENA ESTAVA MORTA.

Sim, eu havia começado uma briga.
Sim, eu sabia que isso era errado.
Sim, eu sabia brigar, e muito bem.

- Sua desgraçada! - Quase com um grito de guerra, eu fui para cima dela, a empurrando em cima da bancada de doces, peguei um cup cake e enfiei na sua boca, quando ela me xingou. – Vamos manter essa boca ocupada, para você não sair usando ela em mais nenhum homem, além do seu marido. – Disse enquanto ela rebatia e me batia também, senti meu rosto ficar vermelho, e joguei um prato de torta na sua direção, e a essa altura, toda a doceria estava gritando também, mas eu não liguei para nada disso, só queria jogar aquela garota dentro de um forno quente.

Grrr! Volte aqui! – Disse a puxando pelos cabelos. – Vamos ver.... – Disse enquanto pegava mais um prato com um bolo gigantesco de chantilly, sendo segurada pelo cozinheiro, que tropeçou no chão sujo e escorregadio, aproveitei a deixa e enfiei a cara da loira nele. – Engole, bastarda! Quem sabe assim você consegue criar alguma massa nesse corpo desnutrido.




Notes: By Loony para GL




Hello from the outside...
avatar
Anastasia Kautzmann
Administradora
Administradora

Mensagens : 1239
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Frederyka Lufkin em Sex Ago 07, 2015 6:39 pm



Zurich, Switzerland
5:30PM

Enquanto esfregava a cara de Ana no bolo, prendendo meus dedos nos fios, fazendo-a bater repetidamente no doce, a loira não ficava quieta. - Sei que a monarquia do seu país vai ter uma princesa a menos se você não calar a boca. - Disse e então me distrai tempo o bastante pra que Ana virasse um tapa na minha cara, fazendo um barulho estralado alto, fazendo minha boca se escancarar em um "ó" de dor e indignação, enquanto eu segurava minha bochecha, sentindo a pele arder.

Ana veio correndo atrás de mim, me enfiando um cupcake na boca, quase me engasgando com a massa, fiquei alguns segundos chocada com aquilo, e ela aproveitou me enfiando uma torta na cara. Então pisei no pé de Ana com meus saltos agulha, e então empurrei pela ombro, fazendo-a cair no chão, e então cuspi o doce fazendo pedaços cair nela.

- Porque de massa você entende, né? - Disse passando as pernas pelo corpo da princesa, e então enfiei um tapa na cara dela, e com as costas da mão enfiei outro. - O Gus te superou garota, e sabe porque? Porque ele se cansou dos seus joguinhos! - Estendi a mão e peguei um saco de jujubas e dei na cara dela como se estivesse chicoteando-a, quando senti alguem me puxando de cima de Ana, e então comecei a espernear. - ME SOLTA! - Grunhi, tentando me desvencilhar, ouvindo o dono do lugar histérico já que quase nenhuma prateleira estava no lugar e a loja estava imunda.
O sermão não durou muito e fomos jogadas no meio da rua, enquanto a policia se aproximava.  

Estavamos completamente sujas, pegajosas e grudentas sentadas na calçadas no meio da rua congelante do centro de Zurike, e policiais prestes para nos levar para uma visitinha na cadeia. óbvio que como princesas e cond- nééé duquesas não ficaríamos lá por muito tempo, mas eu odiava perder meu tempo no xadrez.Assim que eles se aproximaram, passei o braço em volta dos ombros de Anastasia. - Boa tarde, senhor policial! - Dei o melhor dos sorrisos dando batidinhas no ombro da loira. - Desculpe a minha prima.. Ela tem esses acessos de raiva, é muito dificil de controlar. - Soltei um olhar conspirador. - Já ligamos pra médica dela.. A fujona aqui não resiste um doce, né prima? - Impliquei apertando o abraço em Anastasia. - Não se preocupem, já dei um jeito! - Sorri, esperando que eles caissem nesse papo, o que eu acredito que daria muito certo, já que tinha bolo no cabelo da loira, e chocolate quente e chantily em mim inteira. Mas o dono da loja saiu, gritando pedindo para que eles nos prendessem.

Os policiais pareciam não entender o que o dono da loja dizia, e então aproximei meu rosto de Ana, assim que os policias se afastaram para ouvir o que o o dono da loja gritava. - Corre! - Instrui, saindo correndo pela rua, ouvindo os policiais virem atrás de nós, Ana como boa atleta não teria problemas em se livrar dos dois policiais que pareciam um tanto a cima do peso. Eu no entanto tinha uma certa experiencia em fugir da policia, o que eu considerava um hobbie meu.






Última edição por Frederyka Lufkin em Sex Ago 07, 2015 6:40 pm, editado 1 vez(es)



This is how to be a Heartbreaker
avatar
Frederyka Lufkin

Mensagens : 80
Data de inscrição : 11/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Frederyka Lufkin em Sex Ago 07, 2015 6:39 pm



Zurich, Switzerland
5:30PM

Enquanto esfregava a cara de Ana no bolo, prendendo meus dedos nos fios, fazendo-a bater repetidamente no doce, a loira não ficava quieta. - Sei que a monarquia do seu país vai ter uma princesa a menos se você não calar a boca. - Disse e então me distrai tempo o bastante pra que Ana virasse um tapa na minha cara, fazendo um barulho estralado alto, fazendo minha boca se escancarar em um "ó" de dor e indignação, enquanto eu segurava minha bochecha, sentindo a pele arder.

Ana veio correndo atrás de mim, me enfiando um cupcake na boca, quase me engasgando com a massa, fiquei alguns segundos chocada com aquilo, e ela aproveitou me enfiando uma torta na cara. Então pisei no pé de Ana com meus saltos agulha, e então empurrei pela ombro, fazendo-a cair no chão, e então cuspi o doce fazendo pedaços cair nela.

- Porque de massa você entende, né? - Disse passando as pernas pelo corpo da princesa, e então enfiei um tapa na cara dela, e com as costas da mão enfiei outro. - O Gus te superou garota, e sabe porque? Porque ele se cansou dos seus joguinhos! - Estendi a mão e peguei um saco de jujubas e dei na cara dela como se estivesse chicoteando-a, quando senti alguem me puxando de cima de Ana, e então comecei a espernear. - ME SOLTA! - Grunhi, tentando me desvencilhar, ouvindo o dono do lugar histérico já que quase nenhuma prateleira estava no lugar e a loja estava imunda.
O sermão não durou muito e fomos jogadas no meio da rua, enquanto a policia se aproximava.

Estavamos completamente sujas, pegajosas e grudentas sentadas na calçadas no meio da rua congelante do centro de Zurike, e policiais prestes para nos levar para uma visitinha na cadeia. óbvio que como princesas e cond- nééé duquesas não ficaríamos lá por muito tempo, mas eu odiava perder meu tempo no xadrez.Assim que eles se aproximaram, passei o braço em volta dos ombros de Anastasia. - Boa tarde, senhor policial! - Dei o melhor dos sorrisos dando batidinhas no ombro da loira. - Desculpe a minha prima.. Ela tem esses acessos de raiva, é muito dificil de controlar. - Soltei um olhar conspirador. - Já ligamos pra médica dela.. A fujona aqui não resiste um doce, né prima? - Impliquei apertando o abraço em Anastasia. - Não se preocupem, já dei um jeito! - Sorri, esperando que eles caissem nesse papo, o que eu acredito que daria muito certo, já que tinha bolo no cabelo da loira, e chocolate quente e chantily em mim inteira. Mas o dono da loja saiu, gritando pedindo para que eles nos prendessem.

Os policiais pareciam não entender o que o dono da loja dizia, e então aproximei meu rosto de Ana, assim que os policias se afastaram para ouvir o que o o dono da loja gritava. - Corre! - Instrui, saindo correndo pela rua, ouvindo os policiais virem atrás de nós, Ana como boa atleta não teria problemas em se livrar dos dois policiais que pareciam um tanto a cima do peso. Eu no entanto tinha uma certa experiencia em fugir da policia, o que eu considerava um hobbie meu.







This is how to be a Heartbreaker
avatar
Frederyka Lufkin

Mensagens : 80
Data de inscrição : 11/10/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Anastasia Kautzmann em Sex Ago 21, 2015 8:37 pm

stomp your feet, start clapping
sURTANDO

Eu estava suja, descabelada e totalmente puta com aquela garota, achava que não podia ficar com raiva tão subitamente, mas por Deus... Eu estava a ponto de afogar aquela garota na pia do chef.

- Quem é você além de uma vagabunda, pra falar em nome de August? Você não sabe de nada! Você não é nada além de um infortúnio - Falei enquanto me escondia atrás da vidraça de doce, abaixando e levantado para falar conforme ela jogava jujubas em mim. - É só isso que você consegue fazer? - Disse a empurrando e xingando enquanto sentia o salto dela, provavelmente de brechó, me acertar, cai sobre ela numa tentativa de socar a cara dela mas alguém me impediu. - Não ousem me tocar! - Mas meus protestos foram ignorados e eu fui enxotada para fora da doceira como um cão pedinte.

- Vocês vão ver o que vai acontecer com essa espelunca! - Gritei em suíço e mostrei o dedo do meio para o cozinheiro, que voltou a nos ofender, eu ia voltar a protestar, quando vi Frederyka me cutucar, revirei os olhos e olhei para frente, alguns guardas estavam se aproximando de nós e eu por alguns segundos, senti um pouco de frio na barriga, mas e claro que eles nunca prenderiam a Princesa Herdeira.

Então ela começou com um papinho de que eu era maluca, que ousadia dela, abri a boca e ergui um dedo indicador na direção dela, a encarei nos olhos por alguns segundos, enfrentando um dilema interno, até que bufei. - Eu não sei o que você quer dizer, eu estava me divertindo tanto, prima. - Disse isso e então dei alguns tapas nas costas da loira aguada, cm bastante força, dei risada e apoiei o queixo nas mãos, enquanto encarava aqueles dois guardinhas bem grandes se entreolharem. Olhei para o lado e levei um susto quando Frederyka se aproximou, franzi a testa e então usei minhas pernas para correr o mais rápido que consegui.

Não olhei para ver se Frederyka estava próximo, mas eu mantive um ritmo bom e logo não escutava mais o barulho dos homens chamando, resolvi parar para respirar e pedir um táxi, mas não tenho certeza se alguém iria aceitar uma corrida com uma pessoa toda suja.

Foi quando vi Frederya sair de sabe-lá onde, estreitei os olhos e me perguntei se isso era castigo ou destino querendo que eu termine de matar essa garota. Ela não estava muito satisfeita também. - Escuta aqui - Disse enquanto ia para a calçada, me afastando dela. Só que naquele mesmo segundo apareceu um carro grande e brilhante, estacionou e abriu a porta, então eu arregalei os olhos. - Ah, Vad i helvete. Que inferno, que inferno mesmo.

Os guardas reais haviam nos encontrado. Vi Frederyka protestar contra os homens, dei de ombros e ergui o rosto. - Acredito que não tenha mais planos para fuga.




Notes: By Loony para GL




Hello from the outside...
avatar
Anastasia Kautzmann
Administradora
Administradora

Mensagens : 1239
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Somethin' Bad

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum